O que é amor?

Respondido. Fim de post.

Bom, é claro que eu não me meteria a definir algo que na maioria dos dicionários tem umas 10 definições diferentes. Vou só falar sobre como eu o encaro.

ALERTA: ALTO CONTEÚDO DE OPINIÃO FECAL NESTE POST!!!

 

Sou um romântico incorrigível. Acredito que todas as pessoas deveriam namorar, casar e ser felizes, e fico bastante incomodado com quem fala contra relacionamentos estáveis. O poliamorismo também é algo bem esquisito para mim. Mas se você curte isso, vai lá ser feliz. Só não espere que eu tope essa.

Na minha opinião, uma pessoa que fala contra relacionamentos estáveis simplesmente não encontrou alguém legal o suficiente. Conheço várias pessoas que já foram de “querer pegar geral” e preferir comer vidro a ter uma namorada, mas depois mudaram de ideia e perceberam que ter a pessoa certa ao seu lado é bom sim.

Entretanto, tem sempre aqueles que não “sossegam”. O problema nesse caso seria a própria estrutura dos relacionamentos que a nossa sociedade criou, que não agrada a pessoa. Essa é uma situação bem complicada, porque a grande maioria das pessoas não consegue “pensar fora da caixa” e acaba se encaixando em um modelo que não gosta por pressão social. Ou mesmo porque o estilo que essa pessoa gostaria de viver na verdade não existe na concepção da nossa sociedade.

Tudo isso pode me deixar bastante incomodado, mas tenho feito um esforço grande para colocar na minha cabeça que isso não é problema meu, não vou conseguir mudar a cabeça de ninguém e não tenho que passar por coisas assim, já que eu não quero. Mas tenho um certo “espírito cruzadista” dentro de mim que as vezes é difícil de conter. E “pior”, parte de mim nem quer isso…

E concluo este post com a seguinte frase: “Liebe ist für alle da! Auf für micht…*”

 

* “O amor é para todos! Para mim também…“, para os aculturados que não entendem alemão.

Eu mesmo ainda sei pouco de alemão, não levem isso a sério!

5 pensamentos sobre “O que é amor?

  1. marcos01000 setembro 18, 2011 às 23:39 Reply

    Mas tenho um certo “espírito cruzadista” dentro de mim que as vezes é difícil de conter. E “pior”, parte de mim nem quer isso…

    Sei exatamente como se sente.

    E apoio totalmente sobre “Se você quer ficar com uma mina por dia vá em frente, só não me espere”

  2. Nad outubro 10, 2011 às 20:12 Reply

    “Eu sei um pouco de alemão” Cof…Cof… Rammstein (:

  3. Tomás Turbano janeiro 7, 2013 às 02:07 Reply

    Não gostei, achei ofensivo

    • Tomás Machado janeiro 7, 2013 às 02:09 Reply

      DENUNCIA MINHA ROLA ENTÃO, FILHO DA PUTA!!! Abraços.

  4. […] alguém lembra deste post aqui? Estava relendo e percebi o quanto mudei desde que escrevi. Aliás, uma coisa que eu nem percebia […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: